"Espaço para a Manifestação Artístico-Cultural e Convivência dos Interessados em Compartilhar Experiências, Opiniões e Trabalhos Afins"

sábado, maio 09, 2009

A FADA MELÍFLUA (Soneto)

À Simone Mascarenhas,
pelo seu poema: MELÍFLUA,
em homenagem ao Cavaleiro Virtual!
Quando a aura matinal
Em luz sã, beija o orvalho;
Branco alvorecer de maio;
Desperta a fada eternal!

E com doçura melíflua,
Pelo poder da brandura,
Emana de si, candura,
Com sua aura eflúvia!

De seu dom em mel imerso,
Pela magia do verso,
Escreve rimas pra mim!

Repletas de amor fraterno,
Qual banho em carinho terno,
Nos dons da fada sem fim!
Max Costa 03:17 AM Ver Créditos

5 comentários:

planetadablogueira disse...

Muito interessante seu blog, já estou seguindo.
Sucesso!

CavaleiroVirtual disse...

Salve, querida Confrade!
Quero que saiba que, a Confraria Virtual se sente mui honrada por você acompanhar nosso trabalho! Ainda estamos desabrochando, é bem verdade, porém, com a ajuda de nossos amigos fiéis, - como você - com certeza chegaremos a produzir um espaço digno, para todos os amantes da arte!
Receba o nosso mais carinhoso abraço e, SEJA MUITO BEM VINDA!
Este Cavaleiro Virtual: Max Costa

Sissym disse...

Max, querido, não sabia deste blog. Procurando assuntos no Google que vim parar aqui! Beijos e obrigada!

Sissym Mascarenhas disse...

Max,

Lembrei e vim matar saudades!

Beijos

Zilani Célia disse...

OI MAX!
SOU AMIGA DA SISSYM A BASTANTE TEMPO E HOJE TENTEI DEIXAR UM COMENTÁRIO NAS PÁGINAS DELA E NÃO CONSEGUI, ACHO QUE ESTÃO BLOQUEADOS.
LI TEU POEMA POR LÁ, O ACHEI LINDO E VIM ATÉ AQUI CONHECER TEU TRABALHO.
ESTOU TE SEGUINDO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Template - Dicas para Blogs